Diferenças entre Colleges Públicos e Privados

por | maio 11, 2016 | College, Vistos e Permits

Um dos primeiros passos para quem decidiu fazer um college no Canadá é, obviamente, escolher o college.. duuuhhh… claro, né? Mas a questão é que até chegar nessa decisão, muitos detalhes precisam ser avaliados.

E um dos detalhes mais importantes é o tópico de hoje: qual o melhor? College público ou privado? Qual a diferença? Primeira coisa antes de continuar lendo: APAGUE DA CABEÇA A IDEIA DE FACULDADE PARTICULAR E PÚBLICA NO BRASIL. Não tem nada a ver com isso.

Segunda coisa antes de continuar a ler o texto: lembrem-se de que eu não sou especialista nessa questão. Tudo o que vou falar aqui é de acordo com minhas percepções, pesquisas e acompanhando amigos e suas experiências. Inclusive, se eu falar algo errado aqui, me mande uma mensagem, pois é sempre uma oportunidade pra aprender mais!

College ou Universidade?

Vou falar bem brevemente sobre isso, só para não haver confusão. A gente usa o termo “college” assim mesmo em inglês, porque aqui no Canadá existe diferença entre collegeuniversity. As universidades são aqueles ambientes que a gente conhece mesmo, têm mais foco acadêmico e é onde você vai pra ter um bacharelado, um mestrado, doutorado e fazer muita pesquisa e monografias e tudo o mais…

Colleges são mais voltados à prática e ao mercado de trabalho. São muito menos acadêmicos. São geralmente mais curtos e bem voltados à prática.

É claro que hoje as fronteiras se misturam e vários colleges oferecem bacharelados e até mestrados. Mas a ideia geral permanece.

Colleges Públicos

Não, os colleges públicos não são de graça. A diferença pra gente já começa aí, haha… Pelo contrário, eles geralmente são bem mais caros que os colleges privados.

Eles são chamados de públicos pela sua estrutura desde a sua formação, pelo seu reconhecimento pelo governo da província e porque os cidadãos e residentes permanentes no Canadá recebem um subsídio para estudar.

Então… vamos a algumas características:

  • Como os alunos internacionais não têm acesso a esse subsídio do governo, nós pagamos bem caro. A tuition aqui na província de Ontario é de C$14.000 a C$15.000. Isso varia principalmente de província pra província. British Columbia costuma ser mais caro e Manitoba, mais barato, por exemplo.
  • Cursos são bem similares àqueles de formação tecnológica (tecnólogos) no Brasil – são mais curtos e voltados à prática: nada de artigos, monografias, pesquisas acadêmicas…
  • Alto reconhecimento no mercado canadense. Conteúdo extenso, de alta qualidade e mais bem reconhecido pelo mercado.
  • Horários malucos: como eu falei no vídeo com minhas impressões sobre meu college, cada dia vai ser um horário diferente, pode ser que você tenha aula desde a manhã até a noite. Difícil prever até você fazer o registro e montar seu horário algumas semanas antes das aulas começarem.
  • Apesar dos colleges públicos serem elegíveis ao PGWP (Post-Graduation Work Permit), um visto de trabalho de tempo limitado após a graduação, é importante ficar de olho nos critérios e regras do PGWP.
  • O cônjuge (ou acompanhante com união estável) do estudante é elegível a um visto de trabalho durante o período de estudo, caso o estudante e o curso esteja seguindo os critérios e regras da imigração canadense.
  • Podem ter um componente de trabalho ou não. É muito comum ter algumas semanas ou até um termo inteiro de co-op ou field placement e isso não interfere em nenhum dos benefícios citados.

Colleges Privados

Os colleges privados têm um funcionamento um pouco diferente. Vou falar das regras gerais, mas vou tentar mencionar as exceções, ok?

  • Alguns cursos podem ser bem mais baratos que os colleges públicos, o que é bem atrativo. Mas no geral os preços variam bastante. Muitos conseguem ser iguais ou mais caros que os colleges públicos.
  • Podem ser mais flexíveis. Várias instituições oferecem cursos com várias entradas ao longo do ano (e não só as tradicionais Setembro, Janeiro e Maio dos colleges públicos). Alguns cursos são até oferecidos em módulos curtos que você pode fazer separadamente. Outros já seguem a estrutura tradicional. Tudo varia.
  • Existem vários cursos que unem 6 meses de estudo + 6 meses de trabalho, por exemplo. Esse trabalho pode ser remunerado ou não e conta como tempo de estudo para fins de visto e imigração. Esse tipo de curso (metade do tempo de estudo e metade de trabalho) é chamado de curso vocacional e erroneamente dão o apelido de co-ops (que vou explicar mais pra frente).
  • Os cursos vocacionais, geralmente são mais parecidos com os cursos técnicos brasileiros. E também têm menos reconhecimento no mercado em geral. Até por existirem muitos, com estruturas variadas e não terem o mesmo reconhecimento do governo em si.
  • Horários de aula podem ser padronizados: aulas todos os dias da semana com horário bem definido, o que facilita para se planejar e até para trabalhar as 20h semanais que estudantes full-time têm direito.
  • Grande parte dos colleges privados não aceitam alunos internacionais. Então, não se baseie apenas naqueles cursos legais que você encontrou no Google. Verifique se esse college é uma designated learning institution, ou seja, que ela tem autorização do governo canadense para receber alunos internacionais. A lista das DLIs está no site da imigração canadense.
  • No geral, os colleges privados não dão direito ao cônjuge de obter o visto de trabalho. Então, é importante verificar com o college e conferir se está seguindo as regras atuais da imigração canadense. Já adianto que os cursos vocacionais não dão direito ao cônjuge de trabalhar. Fora no Quebec que existem exceções, os únicos que são elegíveis a isso são os colleges que ofertam cursos de degree (caso você faça um desses cursos). Existem vários relatos de pessoas que foram exceção e conseguiram o visto de trabalho para o cônjuge, mas lembre-se de que isso é exceção.
  • Quanto ao PGWP, é importante lembrar que não basta o college estar na lista das DLIs para dar esse direito. Mais uma vez, é preciso ficar de olho nas regras da imigração para o PGWP e, mais uma vez, os cursos vocacionais não dão o direito ao PGWP e, em colleges privados, apenas cursos que conferem degree são elegíveis (fora algumas exceções em Quebec).

Qual o problema com os co-ops?

Nenhum.

Co-op é o componente de trabalho de alguns cursos. Vários cursos têm uma espécie de estágio como exigência para você se formar. Isso acontece em colleges públicos e privados no Canadá. Eles podem ser chamados no programa dos cursos de co-op, field placement ou até internship.

Mas os cursos de colleges privados, como vários têm a estrutura mencionada de 6 meses de estudo + 6 meses de trabalho, ficaram muito conhecidos como sinônimos de co-op.

Com isso, o fato de os colleges privados terem essas desvantagens perante a imigração quanto ao PGWP, ao visto de trabalho para o cônjuge e até da certificação dada ao fim do curso, criou-se o mito de que o problema é do co-op em si.

Mas esse fator nem é mencionado como um critério de elegibilidade no site da imigração pra nenhuma dessas questões. E vááááááários cursos em colleges públicos tem algum componente de trabalho e eles continuam sendo elegíveis a todos esses “benefícios”.

Qual college eu devo escolher?

Agora vem o que é totalmente minha opinião mesmo. Pra isso, vou definir alguns cenários pra simular melhor, hehe…

  1. Quero melhorar minha formação acadêmica/currículo e aumentar meu conhecimento.
    Cursos de colleges públicos geralmente são superiores em questão de conteúdo e reconhecimento. Mas, muitas colleges privados oferecem cursos muito mais específicos. Se você quer se especializar em um tema mais específico, talvez um college privado já supra suas expectativas.
  2. Vou com meu cônjuge e ele/ela deseja trabalhar.
    College público novamente, para não correr riscos na hora do visto. Mas é claro que tem alguns colleges privados ou cursos específicos (degree) que entram nessa regra. Mas, pra mim, escolher o college público é mais certeza de que a escolha se enquadra às regras.
  3. Quero gastar o mínimo possível.
    Curso vocacional em college privado! Eles podem ser muuuuuito mais baratos!
  4. Quero estender meu tempo no Canadá.
    Vá de college público para ter direito ao PGWP e ter a chance de sentir como é o mercado de trabalho canadense na sua área! Da mesma forma como com o cônjuge, também têm colleges privados que se adequam, mas, igualmente, também senti que escolher um college público dava mais garantia, além de serem mais conhecidos e reconhecidos por aqui.
  5. Quero imigrar.
    College público! Justamente pelo PGWP, pelo reconhecimento do diploma e pelos 15 ou 30 pontinhos extras que eles vão te dar no Express Entry, caso esse seja seu foco (pra ser elegível a esses pontos, tem que seguir as mesmas regras do PGWP).
  6. Quero ter uma experiência internacional.
    Se essa experiência de morar fora é seu objetivo, um curso vocacional em um college privado já basta. Vai te dar menos dor de cabeça, vai gastar menos dinheiro… Perfeito!

Mais uma vez eu repito que falei aqui das minhas percepções, e tudo bem generalizado. O objetivo desse post é dar um norte para quem está começando as pesquisas e não fazer a decisão por vocês. Mas foram esse pontos que considerei quando tomei a minha decisão de estudar num college público. Depois disso, o que não falta é mais decisão pra tomar e pontos a considerar!

Espero que tenham gostado e que tenham ajudado vocês nesse processo de pesquisa e escolha!

Leia Também

Carta de Intenção: Vistos de Estudo e Trabalho Apesar de não ser obrigatória para a aplicação para o visto canadense, a Carta de Intenção (Letter of Explanation) é essencial! Veja o que escrever!
College: Orientation Day e Início das Aulas Saiba quais são meus medos, expectativas e impressões nesse comecinho das aulas no Centennial College, em Toronto, e saiba o que esperar de um College no Canadá. É muita ansiedade!
Impressões sobre College no Canadá Nesse vídeo, vocês vão saber como foi o primeiro semestre do meu curso aqui em Toronto e o que esperar quando vier estudar em um college aqui no Canadá.
CUSTOS DE UM COLLEGE: Vistos, tuition e mais Pretende fazer um college aqui no Canadá? Vem ver quanto nós gastamos com o nosso projeto e comece a se planejar para tanto custos!

Comentários

Siga o Vem Canadá

Facebook

Pra ajudar nas economias

Meliuz

Ebates