Express Entry após o ITA: aplicação e envio de documentos

por | nov 7, 2017 | Express Entry

Vamos para mais um post falando do Express Entry?

Não deixe de ler antes o post em que falamos sobre como funciona o Express Entry e os programas que ele engloba e o último post, sobre a criação de perfil para o EE e o recebimento do ITA. Agora, nós vamos falar da fase posterior: a aplicação de fato, ou seja, o envio dos documentos que é quando a imigração realmente vai olhar pra você e te considerar para a residência permanente.

Aplicação para o PR pelo Express Entry: envio de documentos

Após o ITA, você terá 90 dias para aplicar, ou seja, para enviar toda a sua documentação. Essa fase também é toda feita online. Quando você recebe um convite, vai abrir uma nova aplicação na sua conta no site do CIC para que você preencha os formulários e envie todos os documentos necessários.

Essa é a hora que você vai comprovar tudo que você falou na criação do seu perfil e dar mais informações que são solicitadas. E é justamente por isso que recomendo já ter corrido atrás de outros documentos importante (como a comprovação de experiência de trabalho), para que não haja nenhuma surpresa nessa fase. Mas vamos falar mais um pouco do que fazer nessa fase de aplicação.

Formulários

Via GIPHY

A primeira coisa a ser feita no processo online é preencher diversos formulários. Diferente do processo de visto, esses formulários não são em PDF que você precisa fazer o download e preencher. Eles são de fato online mesmo e são um pouco mais inteligentes e já “lembram” das informações que você preencheu ao criar seu perfil. E vão perguntar MUITA coisa sobre os últimos 10 anos da sua vida (ou a partir dos seus 18 anos, caso você tenha menos de 28 anos).

Algumas das coisas que você terá que preencher nos formulários:

  • Endereços de onde você morou nos últimos 10 anos (se tem a memória ruim como a gente, já vá correndo atrás disso, hehe);
  • Histórico de trabalho (confirmando o que você colocou no seu perfil, sobre a experiência que você comprovará e que te rendeu pontos);
  • Histórico pessoal.

Esse histórico pessoal inclui muitas, muitas coisas. Viagens, empresas que você trabalhou, organizações que você fez parte, estudos, tempo desempregado, etc. E esse histórico não pode ter brechas. Se você tirou uma semaninha de folga entre um emprego e outro, por exemplo, informe esse tempo no formulário como “desempregado”, por exemplo, porque ele não aceitará gaps nessa sua linha do tempo.

Mais uma vez, o que você já preencheu sobre estudos e trabalho já vai ser preenchido automaticamente, mas o resto você vai ter que completar. E aí vem uma coisa importante: é aqui que você vai colocar os seus trabalhos que não foram incluídos nos critérios para pontuação do Express Entry, ou que você não vai comprovar a experiência com uma cartinha. O que você vai acrescentar no seu histórico pessoal é aquilo que não te conferiu pontos.

E é por isso que eu acho tão importante você já ter as cartas de comprovação de experiência desde a criação do seu perfil, porque se você tiver dito que tem 3 anos de experiência de trabalho qualificado na criação do perfil e no momento da aplicação você só conseguir comprovar 2 anos, no seu histórico de trabalho, eles vão recalcular os pontos e se a sua pontuação cair para abaixo da pontuação de corte do seu ITA, o convite será cancelado. Então, se lembre da diferença do que vai no work history e o que vai no personal history e do que você tem que comprovar ou não.

Não se esqueça também de listar todas as suas viagens internacionais, que vão ser comprovadas pelos seus passaportes.

Documentação

Via GIPHY

Apenas depois de preencher todos os formulários (para aplicante principal e dependentes) é que você poderá clicar em “Next” e ir para a próxima etapa e começar a fazer o upload dos documentos. Esses documentos incluem:

  • Passaportes: Escaneie a página de identificação e páginas com notas ou carimbos de todos os seus passaportes (atual e antigos).
  • Certidão de casamento: Quem é casado ou tem união estável, precisa comprovar isso. Lembrando que a certidão de casamento ou comprovação de união estável precisa passar por tradução juramentada. Então escaneie o original e a tradução.
  • Comprovação de exame médico: Você precisa fazer uma consulta e exames com um médico credenciado pelo governo canadense. Não se esqueça de ver a lista de médicos credenciados no site do CIC.
    Diferentemente da aplicação para alguns vistos, os exames médicos para a imigração precisam ser feitos antes da aplicação (upfront). Escaneie o documento dado pelo médico para preencher esse campo.
    Como pra essa parte você vai depender de disponibilidade do médico, eu recomendaria marcar um horário com um médico credenciado o mais rápido possível e já verificar o que é necessário. Leve número da sua aplicação, passaporte e foto no formato exigido (mesmo formato para passaporte canadense).
  • Educação (diplomas/degrees): Apesar desse campo se referir apenas a diplomas e explicar que é isso que você tem que mandar, envie aqui seus diplomas, suas respecticas traduções, relatório do ECA e também o relatório da sua prova de proficiência (IELTS, CELPIP, etc.)
  • Comprovação de experiência profissional: Para cada experiência que você incluiu no seu histórico de trabalho, você vai precisar enviar uma carta assinada por um supervisor ou alguém do RH que comprove a sua experiência. Veja as instruções para essa carta no site do CIC. O CIC não aceita que você apenas mostre a carteira de trabalho, por exemplo. Então atente aos detalhes exigidos.
  • Comprovação de alteração de nome: Quem mudou o nome quando casou, divorciou ou por qualquer outro motivo, precisa também enviar alguma comprovação disso. No meu caso, bastou eu anexar a certidão de casamento novamente.
  • Certidão de Antecedentes Criminais: Você vai precisar enviar prova de que não tem antecedentes criminais de todos os países em que você passou mais de seis meses (cumulativo) nos últimos 10 anos (depois dos 18 anos de idade). Se você só precisa do Brasil, é um processo simples, rápido, grátis e online (lembre-se de emitir a certidão da Polícia Federal e não Militar ou Civil, porque precisa ser a nível nacional).
    Se você passou mais que seis meses em outro país, pesquise com antecedência sobre o processo nesse local porque alguns podem demorar e talvez até valha a pena solicitar antes de receber o ITA. O brasileiro vale por 90 dias apenas, então não emita antes de receber o ITA.
    Vale também lembrar de que você NÃO precisa solicitar criminal records no Canadá se você já mora no Canadá. Caso eles precisem, eles vão solicitar em outro momento.
  • Comprovação de fundos: Se você vai aplicar pelo FSW ou Skilled Trades, você precisa comprovar fundos segundo a tabela definida pelo CIC. Confira também no link quais as exigências para essa comprovação. O CIC não aceita apenas extratos bancários; eles exigem uma cartinha em formato específico entre outros detalhes.
  • Foto digitalizada: Apesar de a exigência aqui ser a mesma dos vistos, eu não fiz uma foto simples tirada em celular, não. Como já tivemos que tirar foto para o exame médico, aproveitamos a mesma foto para esse campo e nos poupou trabalho e medições pra ver se estava adequada.
  • Carta de Intenção: Eu sou fã de carta de intenção. Nunca saberei se fizeram questão de ler a minha, mas acho que é super válido pra acrescentar um lado humano a tanto documento. Mas esse é um item opcional na aplicação.
  • Outros documentos: Esses foram os documentos que nos pediram de acordo com nosso processo, nosso perfil e pela fato de sermos um casal. Mais ou menos documentos podem ser solicitados. A lista completa dos documentos que são solicitados e em que caso isso acontece está no site do CIC.

Formulários preenchidos e documentos escaneados, aí é cruzar os dedos e enviar!

Muita gente também opta por contratar uma consultoria de imigração para fazer o processo ou pelo menos revisar os documentos antes do envio, o que pode ser útil caso você esteja inseguro nisso tudo.

Depois da aplicação

Agora é a hora de sentar, esperar e virar amiguinho daquela tal de Ansiedade. Você acha relatos mais técnicos sobre como é essa fase, mas sei que o que passou foi o seguinte:

Via GIPHY

  1. Aprovação dos exames médicos: aquele primeiro “ufa” pra saber que a aplicação estava caminhando.
  2. Solicitação de criminal check canadense: podem pedir ou não para quem está no Canadá. No nosso caso, só pediram para o Paulo. Vai entender! A gente notou com relatos de amigos que isso realmente varia. Podem pedir pros dois, pra um só ou pra ninguém. Não se desespere, é tudo normal.
    Eles enviam instruções detalhadas, você vai a um dos locais com seu passaporte, paga uma taxa (uns $70) para tirar as impressões digitais e o resultado chega na sua casa uns 10 dias depois. Você escaneia e anexa no novo campo que abre na sua aplicação e pronto.
  3. Solicitação dos passaportes: o segundo (e grande) “ufa”. É quando você sabe que está praticamente tudo certo.
    A mensagem de solicitação dos passaportes vai direto para o e-mail do aplicante principal. A conta do CIC não muda em nada e nem traz nenhuma mensagem.
    Leia as instruções com cuidado, envie o passaporte, um pequeno formulário que chega no e-mail (aplicante principal) e duas fotos de cada aplicante (no formato do passaporte canadense e seguindo as instruções dadas).
  4. Sentar e esperar mais um pouquinho, com ainda mais ansiedade.
  5. Quando os passaportes estiverem prontos para retornar, vão alterar o status do seu processo para APROVADO no CIC.
  6. Os passaportes vão voltar junto da Confirmation of Permanent Residency (COPR).
  7. Você faz o seu landing, que é quando você se torna, de fato, residente permanente, como falamos nesse vídeo.

Dicas Importantes

  • Tenha em mente antes quais documentos você vai precisar e como você fará para correr atrás pra você saber o que você precisa ter com antecedência, o que você pode ou deve deixar pra depois, etc.
  • Não se esqueça de traduzir tudo o que já pode traduzir também.
  • Verifique a validade do seu passaporte. Pode parecer bobeira, mas o ITA pode vir como uma surpresa, o processo pode demorar mais… Muita coisa pode fazer com que o nosso passaporte não tenha a validade necessária. Quando eles solicitam o passaporte (depois de toda a documentação revisada), você deve enviar o passaporte com mais de 6 meses de validade.Além disso, a validade do Visto de Residência Permanente (que vai definir o prazo para o seu landing) vai vir com validade menor caso ele tenha validade menor de um ano. Para quem está no Brasil ainda e vai se programar com tempo para a mudança, isso pode também interferir no planejamento.
  • Leia com atenção todas as instruções que o CIC tem no site e te envia no processo. Detalhes são importantes. Não tenha preguiça de pesquisar, mesmo! Principalmente se você não tiver apoio de uma consultoria de imigração pra te auxiliar.
  • Os prazos variam muito, então segure a sua ansiedade! Se relatos de amigos ou em fóruns não estiverem batendo com o seu, não se desespere.

Nossa Timeline do Express Entry

O prazo dado como médio e ideal pela imigração canadense para o Express Entry é de seis meses. Esse prazo começa a ser contado a partir do momento que você envia a sua documentação. Ultimamente, tem demorado bem menos que isso, mas não se desespere se levar mais do que levou pra gente.

Lembre-se também que dentro desses seis meses, os prazos para cada fase pode variar bastante também.

Mas aqui vai a nossa timeline completa do Express Entry:

  • 25/04: Envio de documentação para WES, para obter o ECA Report (equivalência dos nossos diplomas)
  • 05/05: Paulo fez o CELPIP
  • 16/05: Resultado do CELPIP do Paulo
  • 19/05: Racquel fez o CELPIP
  • 30/05: Resultado do CELPIP da Racquel
  • 22/06: ECA Report finalizado (os de nós dois no mesmo dia)
  • 22/06: Criação do perfil no Express Entry
  • 23/06: Recebimento de carta de interesse da Província de Ontario (para nomeação provincial) – não aplicamos pra nomeação
  • 28/06: Recebimento do ITA
  • 07/07: Aplicação feita (documentos enviados)
  • 21/07: Conta do CIC alterou status dos exames médicos para “passed”
  • 18/08: Solicitação de Background Check do Canadá para Paulo
  • 25/08: Aplicação para PGWP
  • 28/08: Fingerprints e solicitação do background check
  • 01/09: Resultado do background check e envio para CIC
  • 08/09: Solicitação dos passaportes
  • 09/09: Envio dos passaportes
  • 29/09: Aprovação do PR
  • 02/10: Passaportes chegaram
  • 05/10: Landing

Tem dúvida sobre algum dos ítens? Fala com a gente nos comentários que nós contamos nossa experiência ainda mais detalhada no próximo post!

E se curtiu, não deixa de compartilhar ou marcar um amigo pra que ele veja também e se prepare pra viver essa vida canadense!

Leia Também

Imigramos para o Canadá: Landing como Residentes P... Nós imigramos para o Canadá! Agora somos residentes permanentes e contamos pra vocês como foi a etapa final desse processo, o landing.
Express Entry: Criação do perfil e ITA O que eu preciso para criar um perfil no Express Entry para imigrar para o Canadá? O que isso significa? Leia o post e saiba mais!
Express Entry: como funciona e como conseguimos Conheça o principal processo de imigração para o Canadá, como ele funciona, o que você precisa pra ser elegível e como nós conseguimos imigrar pelo Express Entry.
Apresentação: Vem Canadá! Bem-vindo ao Vem Canadá! Nesse vídeo de apresentação, você vai conhecer a gente e saber o que pretendemos com nosso canal do YouTube e blog. Vai ter muito conteúdo bom pra vocês!

Comentários

Siga o Vem Canadá

Facebook

Pra ajudar nas economias

Meliuz

Ebates